Antes de tudo, um forte abraço, em amor à História e à Verdade...

sábado, 29 de dezembro de 2012

CANÇÃO PARA A PALESTINA


terça-feira, 16 de outubro de 2012

ERAM FELIZES E NÃO SABIAM...

"Judeus, muçulmanos e cristãos árabes sempre foram irmãos.
Por mim continuaremos irmãos até a eternidade.
Até o fim dos dias.
Uma pena que os sionistas não pensem assim e continuem oprimindo os palestinos"

blog do bourdoukan: Eram felizes e não sabiam: Já escrevi sobre os judeus árabes   saudosos dos bons tempos em que viviam no Líbano, Síria, Iraque, Egito e outros mais e...

BLOG DO BOURDOUKAN - Ainda sobre a vida no campo

 "...é impossível haver diálogo entre desiguais. A História ensina que o diálogo só pode ser entre iguais. Se você, por exemplo, tem uma bomba atômica e eu não, não há o que dialogar. Você dita as ordens, eu obedeço e ponto final".

blog do bourdoukan: Ainda sobre a vida no campo: Depois de relatar sobre as agruras causadas pelos carrapatos ( AQUI ) e sobre o aprendizado através da observação ( AQUI ) , vo...

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

RESISTENCIA LÍBIA COMEÇA A REAGIR

blog do bourdoukan: <!--[if gte mso 9]> <![endif]--><!--[if gte mso...:           Resistência líbia começa a reagir                Embaixador dos Estados Unidos na Líbia é morto em Benghazi É i...

RESISTENCIA LÍBIA COMEÇA A REAGIR

blog do bourdoukan: <!--[if gte mso 9]> <![endif]--><!--[if gte mso...:           Resistência líbia começa a reagir                Embaixador dos Estados Unidos na Líbia é morto em Benghazi É i...

RESISTENCIA LÍBIA COMEÇA A REAGIR

blog do bourdoukan: <!--[if gte mso 9]> <![endif]--><!--[if gte mso...:           Resistência líbia começa a reagir                Embaixador dos Estados Unidos na Líbia é morto em Benghazi É i...

RESISTENCIA LÍBIA COMEÇA A REAGIR

blog do bourdoukan: <!--[if gte mso 9]> <![endif]--><!--[if gte mso...:           Resistência líbia começa a reagir                Embaixador dos Estados Unidos na Líbia é morto em Benghazi É i...

sábado, 1 de setembro de 2012

DOSSIER Walter Martinez (31.08.2012)



Publicado em 01/09/2012 por
Recuerden que los capítulos que no estén acá, estarán en http://totalmo.blogspot.com/2012/07/dossier-walter-martinez.html
para que no se lo pierdan y lo puedan re publicar, muchas gracias por el apoyo.

DOSSIER Walter Martinez (31.08.2012)



Publicado em 01/09/2012 por
Recuerden que los capítulos que no estén acá, estarán en http://totalmo.blogspot.com/2012/07/dossier-walter-martinez.html
para que no se lo pierdan y lo puedan re publicar, muchas gracias por el apoyo.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

ADVERTENCIA DE VLADIMIR PUTIN AL IMPERIO BRITANICO Y LA OTAN



Discurso de Vladimir Putin del 24 de febrero de 2012 frente a los representantes de la Defensa, donde aborda la situación militar actual de Rusia en respuesta a las constantes amenazas provenientes de la OTAN.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

domingo, 22 de julho de 2012

CAMPANHA MIDIÁTICA CONTRA SÍRIA É INTENSIFICADA

Campanha midiática contra a Síria é intensificada - Portal Vermelho

21 de Julho de 2012 - 14h35        

Campanha midiática contra a Síria é intensificada

Autoridades sírias informaram neste sábado (21) sobre o início das transmissões de um canal pirata com canções patrióticas e que utiliza o padrão do sistema televisivo satelital do país, o que consideram parte da campanha midiática.


Ao alertar à população sobre esta ação, o Ministério da Informação informou que a qualquer momento poderia aparecer nas mesmas frequências dos canais nacionais no caso de seu sinal ser cortado como dispôs a Liga Árabe através das empresas Nilesat e Arabsat.

O ministério assinalou num comunicado que as redes de televisão nacionais se distinguem por sua programação e apresentadores conhecidos e este canal ou qualquer outro não tem nada a ver com os meios de comunicação nacionais.

Esta ação constitui uma pirataria mediática descarada, reiterou o Governo nesta capital.

Na primeira quinzena de julho, a Rede Voltaire e outros meios de imprensa alertaram sobre o provável início de uma guerra mediática contra o povo desta nação levantina para apoiar as ações dos bandos armados e alentar a intervenção externa.

A denúncia abordou a ampla meada preparada por especialistas em desinformação dos Estados Unidos, França e Israel, entre outros, para recriar através técnicas muito modernas uma situação de guerra, cujos componentes seriam elaborados em laboratórios no Catar e na Arabia Saudita.

Nesta semana Voltaire denunciou que os combates na Síria entre rebeldes e o Governo que todo mundo vê na televisão são gravados no Catar e nas proximidades de Doha, sua capital, preparavam-se decorados que simulam ser edifícios governamentais sírios para rodar e filmar falsos confrontos.

Anteriormente, meios de imprensa, incluído o The New York Times, publicaram declarações de um especialista estadunidense que percorreu a região durante três meses para especificar estes preparativos, nas quais revelou a existência de filmagens de vários centros neurálgicos de Damasco e centenas de vistas que seriam adulteradas.

Durante estes dias apareceram em várias zonas de Damasco, rebeldes disfarçados de membros da Guarda Republicana que se faziam passar por soldados do regime, em momentos em que ocorria uma ofensiva governamental contra os bandos.

Nos planos descobertos em junho falava-se de transmitir imagens preparadas sobre a fuga do presidente Bashar Al-Assad, a fuga de seus ministros e o povo assaltando instalações e edifícios governamentais.

Na sexta-feira, alguns meios ocidentais lançaram notícias sobre a suposta renúncia do presidente Al-Assad, algo desmentido pelas autoridades sírias como parte de uma manipulação contra o país.

Fonte: Prensa Latina

sábado, 23 de junho de 2012

quinta-feira, 21 de junho de 2012

AMPLA MOBILIZAÇÃO NO PARAGUAI PARA DEFENDER A PERMANÊNCIA DE LUGO

Ampla mobilização no Paraguai para defender permanência de Lugo - Portal Vermelho

GOVERNO BRASILEIRO CONSIDERA IMPEACHMENT DE LUGO COMO UM GOLPE DE ESTADO

Governo brasileiro considera que impeachment é golpe de Estado - Portal Vermelho

GOVERNO BRASILEIRO CONSIDERA IMPEACHMENT DE LUGO COMO UM GOLPE DE ESTADO

Governo brasileiro considera que impeachment é golpe de Estado - Portal Vermelho

PAÍSES DA UNASUL EM APOIO A FERNANDO LUGO DO PARAGUAI

Países da Unasul enviam ministros a Assunção para apoiar Lugo - Portal Vermelho

PAÍSES DA UNASUL EM APOIO A FERNANDO LUGO DO PARAGUAI

Países da Unasul enviam ministros a Assunção para apoiar Lugo - Portal Vermelho

CONTRA O GOLPE DE ESTADO NO PARAGUAI

 golpe de Estado no Paraguai

Ontem, eu li sobre ADRIAN SALBUCHI...

O analista internacional ADRIAN SALBUCHI está certo em afirmar que os EUA tem o intento de financiar e armar grupos opositores, mercenários, para reproduzir na América... Latina, o cenário da chamada "Primavera Arabe", como temos visto na Líbia e na Síria. Os norteamericanos chegam a "ARMAR e TREINAR os grupos opositores. É uma nova forma de GUERRA. É um MAL indício para toda América Latina.

La financiación de grupos opositores en los países del ALBA es un intento de EE. UU. de reproducir el escenario de la 'primavera árabe' en la región, opina el analista internacional Adrian Salbuchi.

Según el analista, Washington quiere empezar por “Ecuador, Venezuela, Bolivia", es decir, "los países más reacios a alinearse con los EE. UU.".
 
Salbuchi recuerda que, -"como hemos visto en Siria y en Libia"-, los norteamericanos llegan a “armar, financiar y entrenar a grupos opositores".
Salbuchi concluye que “es una nueva forma de guerra” que “hay que seguir muy de cerca", ya que -afirma- "es un mal indicio para toda la América Latina”.
 
El analista se expresó en estos términos tras darse a conocer la existencia de un flujo de dinero desde la organización estadounidense USAID hacia sectores antigubernamentales en Cuba, Venezuela, Bolivia, Ecuador y Nicaragua.

Una investigación realizada en Ecuador analizó la actividad de los proyectos Ciudadanía Activa y Fortalecimiento de la Democracia, que recibieron financiación de EE. UU. por valor de 4,3 millones de dólares.

Entre las actividades previstas figura el aumento de su incidencia a través de talleres, foros, y de su estrategia de presión y vigilancia. La propia USAID confirmó su disposición para financiar a los grupos opositores en algunos países de la Alianza Bolivariana.

CONTRA O GOLPE DE ESTADO NO PARAGUAI

 golpe de Estado no Paraguai

Ontem, eu li sobre ADRIAN SALBUCHI...

O analista internacional ADRIAN SALBUCHI está certo em afirmar que os EUA tem o intento de financiar e armar grupos opositores, mercenários, para reproduzir na América... Latina, o cenário da chamada "Primavera Arabe", como temos visto na Líbia e na Síria. Os norteamericanos chegam a "ARMAR e TREINAR os grupos opositores. É uma nova forma de GUERRA. É um MAL indício para toda América Latina.

La financiación de grupos opositores en los países del ALBA es un intento de EE. UU. de reproducir el escenario de la 'primavera árabe' en la región, opina el analista internacional Adrian Salbuchi.

Según el analista, Washington quiere empezar por “Ecuador, Venezuela, Bolivia", es decir, "los países más reacios a alinearse con los EE. UU.".
 
Salbuchi recuerda que, -"como hemos visto en Siria y en Libia"-, los norteamericanos llegan a “armar, financiar y entrenar a grupos opositores".
Salbuchi concluye que “es una nueva forma de guerra” que “hay que seguir muy de cerca", ya que -afirma- "es un mal indicio para toda la América Latina”.
 
El analista se expresó en estos términos tras darse a conocer la existencia de un flujo de dinero desde la organización estadounidense USAID hacia sectores antigubernamentales en Cuba, Venezuela, Bolivia, Ecuador y Nicaragua.

Una investigación realizada en Ecuador analizó la actividad de los proyectos Ciudadanía Activa y Fortalecimiento de la Democracia, que recibieron financiación de EE. UU. por valor de 4,3 millones de dólares.

Entre las actividades previstas figura el aumento de su incidencia a través de talleres, foros, y de su estrategia de presión y vigilancia. La propia USAID confirmó su disposición para financiar a los grupos opositores en algunos países de la Alianza Bolivariana.

¿Hacia un transplante de la 'primavera árabe' en América Latina? – RT

¿Hacia un transplante de la 'primavera árabe' en América Latina? – RT

segunda-feira, 11 de junho de 2012

SÍRIA: A BATALHA É CONTRA O IMPERIALISMO

Síria: a batalha é contra o imperialismo

A crise, que se agrava na Síria, ganha contornos que unem velhas táticas do imperialismo a uma ação midiática feita sob medida para desmoralizar o governo do presidente Bashar Al Assad e legitimar a intervenção armada estrangeira sob o pretexto de preservar a vida de civis contra a ação de tropas do governo sírio.

Esquadrões da morte armados, treinados e financiados por países imperialistas multiplicam assassinatos contra a população civil, que são apresentados na mídia internacional como massacres promovidos por forças do governo sírio.
 Estas ações são depois difundidas amplamente por essa mídia para alimentar o clamor pela intervenção militar estrangeira na Síria. E há inclusive um plano denunciado agora para usar a televisão local e difundir notícias falsas sobre a derrota do regime e sua queda, usando transmissões via satélite para interceptar o noticiário local e plantar, no espaço das televisões locais, notícias alarmistas falsas, favoráveis aos grupos armados de oposição a Assad.
Seria uma espécie de clímax midiático da ação criminosa que se desdobra em território sírio, multiplicando-se as denúncias de massacres cometidos por “rebeldes” - na verdade, terroristas e criminosos armados e financiados pelos países imperialistas - dotados de armamento pesado e mesmo, como acaba de ser denunciado, de armas químicas e gases tóxicos remetidos para eles a partir da Líbia.

A jornalista suíça independente Silvia Cattori relata inúmeros casos de notícias falsas que acusam as tropas do governo sírio de promover massacres. Ela entrevistou moradores que desmentem as notícias divulgadas na Europa, EUA e outros países. Enumera os crimes cometidos pelos “rebeldes” (terroristas e bandidos pagos pelos países imperialistas). Um exemplo foi o ocorrido nas localidades de Karm Al-Zeitoun e Al-Adawiye, onde moradores identificaram os cadáveres de parentes e conhecidos que haviam sido sequestrados antes pelas milícias “rebeldes”. Este crime se repetiu em inúmeros outros lugares.
Em abril, a revista alemã Der Spiegel entrevistou um mercenário que agia na Síria no massacre de civis e militares. Ele deu detalhes dessa ação criminosa e sua organização; ele fez parte, admitiu, da “quadrilha do enterro”, que matava pessoas que, antes, foram interrogadas sob tortura pela “quadrilha de interrogação”. E havia outra quadrilha, encarregada de enterrar os assassinados em valas comuns, como fizeram antes na Líbia.
São relatos que o secretário geral da ONU simplesmente não leva em conta, em seu afã de acatar as ordens de Washington, Londres e Paris para forçar a aprovação da intervenção militar na Síria.

Repete-se a armação política, militar e midiática semelhante à montada contra a Iugoslávia e o Iraque, em 1990, novamente contra o Iraque em 2003 e, mais recentemente, contra a Líbia, vítima dos ataques da Otan que desorganizaram a vida local, assassinaram seu governante, Muamar Kadafi, e entregaram o país à disputa entre os grupos armados violentos que foram implantados ali pelas mãos da Otan.

O que ocorre na Síria é mais uma etapa da sangrenta ação imperialista para usar a seu favor a chamada - e comemorada - “primavera árabe”. Em condições diferentes da armação montada contra a Líbia em 2011.
Agora, a ação dos EUA, União Europeia e seus aliados não terá o apoio do Conselho de Segurança da ONU, onde Rússia e China reiteram a oposição a qualquer ação armada contra a Síria e exigem uma negociação para por fim aos conflitos.

O governo de Assad já deu inúmeras demonstrações da disposição para negociar, mas elas esbarram na oposição dos EUA e da União Europeia e na recusa em aceitar qualquer acordo de cessar fogo por parte das milícias armadas, financiadas pelo imperialismo. São faces da mesma moeda - o assassinato de civis (entre eles crianças, mulheres e idosos) pelos esquadrões da morte tem o objetivo de criar um clima de intolerabilidade contra o governo sírio. Na outra ponta, a mídia repercute estas acusações e as autoridades do imperialismo - como a secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton, o ministro de relações exteriores do Reino Unido, William Hague - , esbravejam brandindo o tacape representado pela Otan, e dizem que a situação chegou a um ponto “inadmissível”, como declarou Hillary Clinton na semana passada.
A batalha que se desdobra na Síria, opondo uma nação independente e soberana aos ditames do imperialismo, diz respeito a todos os povos livres. Os assuntos sírios - seu governo, a crise que se arrasta no país, a solução que será encontrada para ela - dizem respeito exclusivamente ao povo sírio no exercício de sua soberania.
 Cabe aos democratas e progressistas de todo o mundo lutar contra a interferência do imperialismo - seja pela forma de uma ação da Otan, seja pela sordidez do apoio e financiamento a esquadrões da morte -naquele país.

Esta é uma batalha dos povos livres contra o imperialismo.

Síria: a batalha é contra o imperialismo - Portal Vermelho

quinta-feira, 7 de junho de 2012

quinta-feira, 17 de maio de 2012

CHOMSKY FALA DE BUSH E OBAMA - CHOMSKY ON OBAMA

Noam Chomsky (Credit: Reuters/Jorge Dan)

Appearing on Democracy Now this morning, Noam Chomsky said the following:
If the Bush administration didn’t like somebody, they’d kidnap them and send them to torture chambers.
If the Obama administration decides they don’t like somebody, they murder them.
Though a bit oversimpified — the Bush administration killed plenty of people, while the Obama administration makes use of kidnapping and torture chambers albeit by proxy; also, as this tweeter noted: it’s “unfair to say the Obama administration kills those it doesn’t like, since they claim power to kill people without even knowing who they are” – this concise comparison just about about sums it up. But it’s important to note that President Obama has progressivism in his heart and that makes all the difference in the world.

Regarding the Obama administration’s constant killing of Muslims in numerous countries, Chomsky said that “it’s almost as if they’re consciously trying to increase the threat” (last week, a former CIA counter-terrorism chief warned that Obama’s drone strikes in Yemen risk converting Yemeni domestic militants into “dedicated enemies of the west“). What’s most remarkable, Chomsky said, is how little debate is stirred by these constant acts of lawless violence compared to the controversy created by the less lethal Bush policies (though see the prior paragraph for why that is: “President Obama has progressivism in his heart and that makes all the difference in the world”).

In related news, the administration of President Obama — whom Andrew Sullivan has repeatedly credited with “presiding over” the Arab Spring — announced on Friday that the U.S. would resume arms sales to the regime in Bahrain, a move that “has incensed opposition activists in the tiny Gulf kingdom who see the deal as a signal that the US supports Bahrain’s repression of opposition protests.” Moreover, “the resumption comes despite Bahrain doing little to sufficiently address” systematic human rights abuses against democratic protesters. But as Sullivan put it in his latest in a long line of Newsweek love letters to the Commander-in-Chief, Obama succeeded last week “the way he always does: leading from behind and playing the long game.” Given that, I’m sure there is some good explanation for how these arms sales to the regime in Bahrain proves he’s more supportive than ever of the Arab Spring and democracy, just as his failed effort to keep troops in Iraq meant He Ended The Iraq War, his unprecedented war on whistleblowers demonstrates his commitment to open government, increased anti-American sentiment in the Muslim world shows he nobly restored America’s standing in the world, and his relentless civilian-killing drone assaults prove the merit of his Nobel Peace Prize. It’s all about the long game.

http://www.salon.com/2012/05/14/chomsky_on_obama/singleton/

CHOMSKY FALA DE BUSH E OBAMA - CHOMSKY ON OBAMA

Noam Chomsky (Credit: Reuters/Jorge Dan)

Appearing on Democracy Now this morning, Noam Chomsky said the following:
If the Bush administration didn’t like somebody, they’d kidnap them and send them to torture chambers.
If the Obama administration decides they don’t like somebody, they murder them.
Though a bit oversimpified — the Bush administration killed plenty of people, while the Obama administration makes use of kidnapping and torture chambers albeit by proxy; also, as this tweeter noted: it’s “unfair to say the Obama administration kills those it doesn’t like, since they claim power to kill people without even knowing who they are” – this concise comparison just about about sums it up. But it’s important to note that President Obama has progressivism in his heart and that makes all the difference in the world.

Regarding the Obama administration’s constant killing of Muslims in numerous countries, Chomsky said that “it’s almost as if they’re consciously trying to increase the threat” (last week, a former CIA counter-terrorism chief warned that Obama’s drone strikes in Yemen risk converting Yemeni domestic militants into “dedicated enemies of the west“). What’s most remarkable, Chomsky said, is how little debate is stirred by these constant acts of lawless violence compared to the controversy created by the less lethal Bush policies (though see the prior paragraph for why that is: “President Obama has progressivism in his heart and that makes all the difference in the world”).

In related news, the administration of President Obama — whom Andrew Sullivan has repeatedly credited with “presiding over” the Arab Spring — announced on Friday that the U.S. would resume arms sales to the regime in Bahrain, a move that “has incensed opposition activists in the tiny Gulf kingdom who see the deal as a signal that the US supports Bahrain’s repression of opposition protests.” Moreover, “the resumption comes despite Bahrain doing little to sufficiently address” systematic human rights abuses against democratic protesters. But as Sullivan put it in his latest in a long line of Newsweek love letters to the Commander-in-Chief, Obama succeeded last week “the way he always does: leading from behind and playing the long game.” Given that, I’m sure there is some good explanation for how these arms sales to the regime in Bahrain proves he’s more supportive than ever of the Arab Spring and democracy, just as his failed effort to keep troops in Iraq meant He Ended The Iraq War, his unprecedented war on whistleblowers demonstrates his commitment to open government, increased anti-American sentiment in the Muslim world shows he nobly restored America’s standing in the world, and his relentless civilian-killing drone assaults prove the merit of his Nobel Peace Prize. It’s all about the long game.

http://www.salon.com/2012/05/14/chomsky_on_obama/singleton/

segunda-feira, 7 de maio de 2012

COMEÇARÁ ASSIM A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL?

Enviado por mysteryplanet em 31/01/2012
Un ataque de falsa bandera que simule el hundimiento por parte de Irán del buque USS Enterprise, podría ser el desencadenante de la guerra que tanto busca el lobby sionista.

sábado, 14 de abril de 2012

A LUTA DO HAMAS - Ahmad Yassin - Why Hamas fight



SHIEKH AHMAD YASSIN - Fundador do Hamas - Movimento Islâmico de Resistencia

Quadriplegic, half blind 70+ years old
Israel assassintaed him on 22 March 2004 using a hellfire missile
11 other people were killed

"Our homeland is stolen
I have a home and a land
 in Askalan (Ashkelon)
others in Yafa (Jafa), Gaza

We ask for our right ... nothing more

We don't hate the Jews and
fight them because they are Jews

They are people of religion and
We are people of religion

We love all people of religion

If my brother who has the same
religion and parents as me ...
If he takes my home and
expels me from my land ...
I will fight him
I will fight my brother
I will fight my cousin if he does that to me

So when a Jew takes
my home and expels me
I will fight him as well

I don't fight the USA,
Britain or other countries
I am at PEACE with all people
I love all people and wish them well
Even the JEWS ...

The Jews lived with us for a long time
We never assaulted them ...
or transgressed on their rights
They used to hold high position
in the government and ministries
but if they take my home and ...
make me a refugee ...
We have 4 million Palestinian
refugees outside Palestine

Who has more right in this land?

The Russian immigrant who left
this land over 2000 years ago?
Or the one who left it 40 years ago?

Who has more right?

We don't hate the Jews
We want only them to give us our rights".

sexta-feira, 13 de abril de 2012

TRIBUTO A VITTORIO ARRIGONI - Unadeekum



A winner is a human who never gives up dreaming!
Ciao Vittorio - we continue our dream.
Anti-occupation, anti-oppression, anti racist, anti-apartheid...

Against injustice; we ask for HUMANITY and EQUALITY for all people no matter what kind of ethnicity, sexual affectations, skin color, believes...

Is this so difficult to understand?

End the siege on Gaza and demolishing of the apartheid wall. Behave like human beings and live together in one State like other civilized multicultural societies!

Vittorio Arrigoni... You rest in peace Brother. Know we will continue the struggle for human rights in your name. Know that you have inspired the worlds good people. You have opened our hearts and touched our souls. You did not die in vein. My heart goes out to your wonderful Mother, Family and great friends. My heart also goes out to all the Palestinian families, that have lost, Family, a mother, father, and children. You are not alone, the world is watching. We feel your pain. Freedom Now.

Bellissima canzone, bellissima persona! Vittorio Arrigoni sei un eroe! ... diffondiamo i tuoi reportage, leggiamo il suo libro... denunciamo quel che accade in palestina... onoriamolo cosi, portando avanti, nel nostro piccolo, la sua grande missione, il suo sogno, la sua lotta per i diritti civili. ciao vittorio!

Ismaël Haniyeh Prime Minister of the government of the Movement of the Islamic Resistance, in Gaza decreed Vittorio Arrigoni National  Hero of the Palestinian People, and ordered National day of morning on Wednesday day of his(her) repatriation towards Italy.
Al Jazeera source

TRIBUTO A VITTORIO ARRIGONI - Unadeekum



A winner is a human who never gives up dreaming!
Ciao Vittorio - we continue our dream.
Anti-occupation, anti-oppression, anti racist, anti-apartheid...

Against injustice; we ask for HUMANITY and EQUALITY for all people no matter what kind of ethnicity, sexual affectations, skin color, believes...

Is this so difficult to understand?

End the siege on Gaza and demolishing of the apartheid wall. Behave like human beings and live together in one State like other civilized multicultural societies!

Vittorio Arrigoni... You rest in peace Brother. Know we will continue the struggle for human rights in your name. Know that you have inspired the worlds good people. You have opened our hearts and touched our souls. You did not die in vein. My heart goes out to your wonderful Mother, Family and great friends. My heart also goes out to all the Palestinian families, that have lost, Family, a mother, father, and children. You are not alone, the world is watching. We feel your pain. Freedom Now.

Bellissima canzone, bellissima persona! Vittorio Arrigoni sei un eroe! ... diffondiamo i tuoi reportage, leggiamo il suo libro... denunciamo quel che accade in palestina... onoriamolo cosi, portando avanti, nel nostro piccolo, la sua grande missione, il suo sogno, la sua lotta per i diritti civili. ciao vittorio!

Ismaël Haniyeh Prime Minister of the government of the Movement of the Islamic Resistance, in Gaza decreed Vittorio Arrigoni National  Hero of the Palestinian People, and ordered National day of morning on Wednesday day of his(her) repatriation towards Italy.
Al Jazeera source

segunda-feira, 9 de abril de 2012

domingo, 1 de abril de 2012

Roger Waters - We Shall Overcome (for Palestine)



''A causa palestina não é uma causa "dos árabes", ou uma causa "contra judeus", é uma causa de todos os que acreditam na justiça, na igualdade e na paz.

Obrigada, Roger Waters por entender isso. O mundo precisa de artistas como você, menos preocupados com seu ego e mais preocupados em prestar solidariedade SINCERA (não para aparecer na foto) a outros seres humanos, principalmente os oprimidos e esquecidos.''

quinta-feira, 29 de março de 2012

MOHAMED MERAH - UMA OUTRA HISTÓRIA MAIS PLAUSÍVEL

Prezado...Cara Pálida: Mohamed Merah - uma outra história mais plausível: Ainda que a notícia principal sobre o atentado de Toulose já esteja caindo no esquecimento da mídia por todas as razões que sabemos, pois já...


Eis uma bela pergunta: Mas o que estava fazendo em Israel esse tal de Mohamed Merah?

Isso o teria explicado o próprio Merah. E mais do que isso, teria podido nos dizer por que escolheu exatamente uma escola judaica para levar a cabo o seu louco ato criminoso?

E se nada disso fosse de fato um gesto criminoso? E se tivesse sido uma ordem, uma tarefa que ele tinha de cumprir? Por que depois de dois dias de ter matado três soldados franceses, a polícia não fez nada contra ele? E tampouco tentou salvaguardar o rabino e as três crianças?

quinta-feira, 8 de março de 2012

INTERNATIONAL WOMEN'S DAY - DIA INTERNACIONAL DA MULHER

I would like to congratulate all women around the world on this special day. Unfortunately, many women are still treated as human beings inferior to men. I feel very sad to know that today many women have no access to education, receive lower wages than those of men, work more, are explored and are humiliated by sexist society.
Gostaria de parabenizar todas as mulheres mundo afora neste dia especial. Infelizmente, muitas mulheres ainda são tratadas como seres humanos inferiores aos homens. Sinto muita tristeza em saber que no dia de hoje muitas mulheres não tem acesso a educação, recebem salários menores dos que os dos homens, trabalham mais, são exploradas e são humilhadas pela sociedade machista.


International Women‘s Day – Dia Internacional da Mulher

It is clear that our sexist society acts against women. But do not put the blame on men only. In part, this discrimination against women is the result of prejudice that women propagate against women. When a mother grows sons and daughters with different rights, she is assisting in the perpetuation and propagation of prejudice against women. Mothers, teach your children the equality between men and women. Thus, we have a more egalitarian society. Think about it.
É claro que nossa sociedade machista atua contra as mulheres. Mas, não coloquemos somente a culpa nos homens. Em parte, essa discriminação contra a mulher é fruto do preconceito que as mulheres propagam contra as mulheres. Quando uma mãe cria filhos e filhas com direitos diferentes, ela está ajudando na perpetuação e na propagação do preconceito contra a mulher. Mães, ensinem a seus filhos a igualdade entre homens e mulheres. Dessa forma, teremos uma sociedade mais igualitária. Pensem nisso.
Thanks to the performance and power of some women, prejudices have been broken. Today, many women have rights unimaginable to women of previous centuries, for example, the right to vote, right to separate from her husband; right to property left by the deceased husband. Worldwide, however, there are still women who do not even have the right to drive. So the struggle continues.
Graças ao desempenho e força de algumas mulheres, os preconceitos foram sendo rompidos. Hoje, muitas mulheres contam com direitos inimagináveis para as mulheres de séculos anteriores como, por exemplo, direito a votar; direito a se separar do marido; direito a bens deixados pelo finado marido. No mundo, porém, ainda há mulheres que sequer têm direito a dirigir. Por isso, a luta continua.
On this particular day, I congratulate my Mother (dead), sister, daughter, cousins, aunts and friends.

 Neste dia especial, parabenizo minha Mãe - falecida, irmã, filha, primas, tias e amigas.

International Women’s Day – Tradução

Você sabe o que está escrito no cartaz da foto abaixo? Se sabe, envie seu comentário.
international womens day dia internacional da mulher International Women’s Day – Dia Internacional da Mulher

Women’s Right – the struggle continues
Direito da Mulher – a luta continua

“Nenhuma mulher que se respeite deveria desejar ou trabalhar para o sucesso de um partido que ignora seu sexo”. 

Happy Woman Day! We're amazing !!!

Music video by Shania Twain performing Man! I Feel Like A Woman. (C) 2003 Mercury Records

sexta-feira, 2 de março de 2012

SALVE !!! AS GRADES NUNCA VÃO PRENDER NOSSO PENSAMENTO




Eu vo mandá um salve pra comunidade do outro lado do muro
As grades nunca vão prender nosso pensamento mano...
Se liga ai jardim evana, parque do engenho, gerivá, jardim
rosana, pirajusara, santa tereza...
Vaz de lima, parque santo antônio, capelinha, joão morá, vila
calu, branca flor, paranapanema, iaracati...
Novo oriente, parque arariba, jardim ingá, parque ipê...
Pessoal da sabin, jardim marcelo, cidade ademar, jardim são
carlos, jardim primavera, santa amélia, jardim santa terezinha,
jardim míriam, vila santa catarina...
Aí vietinã, cocáia, cipó, colônia, campanário de adema, calúpso
e são bernardo...
Vila industrial santo andré, bairro das pimentas, brasilândia,
jardim japão, jardim ebron, coabi 1, coabi 2, são matheus, itai,
cidade tiradentes, barueri, coabi de tapas...
Mangueira, boréus, cidade de deus, e ai df, expanção, b norte, b
sul...
E ai pessoal do sul, restinga...
E ai quebradas, zona noroeste santos, rádio favela, bh...
E pra todos os aliados espalhados pelas favelas do brasil
Firma!!!
Todos os djs, todos os mcs, que fazem do rap a trilha sonora do
gueto...
E pros filha da puta que querem jogá minha cabeça pros
porco...ai, tenta a sorte mano, eu acredito na palavra de um
homem de pele escura, de cabelo crespo, que andava entre
mendigos e leprosos, pregando a igualdade...
Um homem chamado jesus...só ele sabe a minha hora
Ai ladrão, to saindo fora
Paz...

domingo, 26 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

AS BOAS RELAÇÕES ENTRE BRASIL E IRÃ

Aos que estão publicando que as relações entre Brasil e Irã estão estremecidas, aos que vivem torcendo para que o Brasil e Irã se afastem...


LEIAM: Ahmadinejad to visit Brazil: ambassador - Tehran Times

“O Brasil não jogará no terreno dos EUA”

7 de janeiro de 2012



Entrevista Mohsen Shaterzadeh, embaixador do Irã no Brasil

Por Fabiano Costa

Presa e torturada durante a ditadura, a presidente Dilma Rousseff incomodou o regime teocrático do Irã ao condenar as supostas violações contra os direitos humanos no país persa. Apesar de descartar um mal-estar entre os dois países, o chefe da chancelaria iraniana no Brasil, Mohsen Shaterzadeh, enfatizou em entrevista a Zero Hora, na última sexta-feira, que o Planalto saiu do eixo de parceiros prioritários de Teerã. Para o diplomata, Venezuela, Cuba, Bolívia, Equador e Nicarágua constituem hoje o rol de aliados estratégicos do país do Oriente Médio na América Latina. A seguir, a síntese:


Zero Hora – Qual é o objetivo da visita do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, à América Latina?

Mohsen Shaterzadeh – A viagem é basicamente uma visita a amigos. Temos muitos projetos a serem firmados com alguns governos da América Latina. Uma comitiva de empresários iranianos acompanha o presidente Ahmadinejad. Pretendemos renovar e fortalecer as relações políticas e econômicas com Cuba, Nicarágua, Equador e Venezuela.

ZH – As relações entre Brasil e Irã esfriaram após a posse da presidente Dilma Rousseff?

Shaterzadeh – Não. O atual governo brasileiro é uma continuação da gestão Lula. Apesar do embargo dos EUA e da União Europeia ao petróleo iraniano, em 2011, o comércio bilateral entre Brasil e Irã ultrapassou US$ 2,3 bilhões. Além disso, temos outros US$ 2 bilhões atrelados a projetos em andamento.

ZH – Teerã se incomodou com o voto do Brasil no Conselho de Direitos Humanos da ONU a favor da nomeação de um relator especial para o Irã?

Shaterzadeh – O governo iraniano demonstrou um pouco de insatisfação. No entanto, consideramos o voto brasileiro característico de um país independente. Temos certeza que o Brasil não jogará no terreno dos EUA.

ZH – As reiteradas críticas de Dilma contra o apedrejamento de mulheres desagradaram o governo iraniano?

Shaterzadeh – Em uma tentativa de promover uma propaganda contra o regime de Teerã, os meios de comunicação ocidentais venderam outra imagem desta mulher iraniana condenada à morte por adultério, a Sakineh Ashtiani. Após as declarações de Dilma contra a condenação, esclarecemos o assunto com as autoridades brasileiras. Acredito que essa questão está sanada. As críticas da presidente não comprometeram a amizade entre os dois países.

ZH – Em uma entrevista durante o governo Lula, o senhor disse ver afinidades políticas entre o ex-presidente brasileiro e Ahmadinejad. O senhor considera que há afinidades entre Dilma e o chefe de Estado do Irã?

Shaterzadeh – O eixo de cooperação entre Brasil e Irã não se alterou no governo Dilma. Os dois países acreditam em justiça social, eliminação da pobreza e são contra atos cruéis e opressivos pelo mundo. As duas nações também pedem a reforma do Conselho de Segurança da ONU e têm propostas inovadoras para a paz no Oriente Médio. É óbvio que temos nossas diferenças, como nos aspectos culturais, mas os pontos de convergência são maioria.

ZH – No entanto, os dois países têm visões distintas em torno dos direitos humanos.

Shaterzadeh – Brasil e Irã enxergam o tema com o mesmo olhar. Ambos países acreditam que essa pauta não deve servir de instrumento político. O conceito de direito humanos tem de considerar a cultura e os costumes de cada povo. É natural que os costumes no Brasil sejam diferentes dos nossos, assim como são dos japoneses e dos italianos. A visão sobre os direitos humanos não deve ser a mesma dos EUA. É fundamental que a cultura de cada país seja respeitada.

ZH – Atualmente, quem são os parceiros prioritários do Irã na América Latina?

Shaterzadeh – Temos um intercâmbio comercial maior com o Brasil. Porém, nossos principais projetos de cooperação hoje estão vinculados a cinco países: Venezuela, Cuba, Bolívia, Equador e Nicarágua, nesta ordem. Investimos nessas nações aliadas em fábricas de automóveis, cimento, tratores e produção petroquímica, entre outros setores.

ZH – O governo iraniano ainda defende um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU para o Brasil?

Shaterzadeh – Claro. Não mudamos nossa opinião, enfatizada durante a visita do presidente Ahmadinejad ao Brasil, em 2009. Nós enfrentamos as mesmas dificuldades que o governo brasileiro no sistema político multilateral.

ZH – Na sua avaliação, houve uma guinada na política externa brasileira no governo Dilma?

Shaterzadeh – Seria melhor fazer essa pergunta para os analistas brasileiros. O Irã, entretanto, está convencido de que a política externa de Dilma é uma continuação da do ex-presidente Lula.

ZH – Como Teerã vê a reaproximação do Planalto com a Casa Branca?

Shaterzadeh – Respeitamos as políticas de qualquer país. O Brasil tem de seguir sua trajetória conforme seus interesses. No entanto, o governo iraniano é contra as políticas expansionistas e repressoras dos EUA ao redor do mundo. Teerã é contra a política repressiva e cruel imposta pela Casa Branca.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

DOCUMENTÁRIO - ‪TERRORSTORM - HISTÓRIA DO TERRORISMO GOVERNAMENTAL (LEGENDADO)

CHINA - RÚSSIA - IRÃ - PRONTOS PARA A PAZ



"Why do we have wars? Because some tool like Bush/Obama orders it. Does he bleed? Hell no! Does he tell the truth? Hell no! Does he give a rat's ass about the "commoner" who kills and dies for his benefit? Hell no! Does he even give a thought to those families who have loss in those wars or who have come home disfigured or brain-damaged while he jokes about the disinformation he used to persuade the people into fighting? Hell no! Does he benefit from the wars and bloodshed? Hell yeah!"

"Se queres a PAZ, prepara-te para a GUERRA!!!"

Si vis pacem, para bellum é um provérbio em Latim traduzido como, "Se queres a paz, prepara-te para a guerra" (geralmente interpretado como querendo dizer paz através da força—uma sociedade forte sendo menos apta a ser atacada por inimigos).

"O PROGRESSO É A CONCRETIZAÇÃO DE UTOPIAS"  - Oscar Wilde

"E precisamos sempre caminhar para o mundo que queremos, o mundo do "ideal", onde todos são felizes, justos, iguais, fraternos e amorosos. Se não caminharmos nesta direção, se não nos esforçarmos, dedicarmos nossas vidas e nossas almas para esta causa, seremos os eternos responsáveis pelo genocídio do dia a dia, pela brutalidade e crueldade com que vive a sociedade capitalista, suicida e sanguinária!"
.
"VER UM CRIME COM CALMA, É COMETÊ-LO"  - José Martí

http://lobovermelho.blogspot.com/2009/01/contra-todos-os-batalhes-paz-ter-chance.html

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

VIDEO DOCUMENTÁRIO DE VITTORIO ARRIGONI


MOSSAD matou VIK VITTORIO ARRIGONI

Descanse em PAZ Vik...

Vik said: "We also try to protect these innocent victims with our bodies"
Vik disse: "Nós também tentamos proteger estas vítimas inocentes com nossos corpos"This is a mirror post. Anyone that uploads this video from me, please copy the information below and put it in the video description! Thank You



Please subscribe to the Originator of this video "Gaza Friends" and join in our fight to free Gaza. (Links Below)

Gaza Friendshttp://www.youtube.com/user/gazafriends


Free Gazahttp://www.freegaza.org/


World United Newshttp://worldunitednews.blogspot.com/



Very Important Article:
Those who want to bump off the witnesses of the slaughter - 15/01/09

Source: Original Article
http://www.megachip.info/modules.php?name=Sections&op=viewarticle&art...


Source: Original Article (English Translation)
http://www.megachip.info/old//modules.php?name=Sections&op=viewarticle&am...


by Pino Cabras - Megachip
Enviado por 2minstral em 15/04/2011
Rest in Peace Vik...

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

JÓIA DE FAMÍLIA - CASAMENTO DE AISHA GADDAFI E AHMED

Family Jewel - The Wedding of Aisha Gaddafi and Her Late Husband, Ahmed
Jóia de Família - O casamento de Aisha Gaddafi e seu marido, Ahmed



This video shows rare footage of photos of young Muammar Gaddafi, his wife Safiyah, and Aisha during her childhood years.

Pictures of Aisha as a child posing with Yasser Arafat and and later as a young woman with President Saddam Hussein are also in the video.

 The video has footage of the fabulous wedding of Aisha and Ahmed.

 Her young husband was killed during the NATO invasion of Libya along with one of her children.

 The wedding has a fairy tale undersea mermaid motiff.

You will notice the couple sitting upon a golden couch during their wedding nuptials.

This is the "golden mermaid" couch that was seen in pictures taken by the NATO insurgents in AIsha's home during "Operation Mermaid Down".

 It is sad to think this is all she had left to recall happiers days when her life was full of promise.

Unlike the manner in which Gaddafi and his family have been villianized in the press, these photos show a loving father daughter relationship, and young people enjoying a normal, happy life in days gone by.

So sad that NATO and it's western allies have destroyed that happiness and brought terror to Libya.


Please share this video so that people will come to know that the libyan people have the same hopes and dreams as they do and just want to live their lives like any other people in peace.



The struggle continues.. onward!